※ Expectativa


Quando se efetiva, é algo feliz
Se torna triste, se falhar por um triz
Se torna grande, se algo grande for
Quando nada vale, é algo incolor

É algo não tátil, não certo, retrátil
Se encolhe e expande, recolhe as apostas
Ninguém determina se é forte ou se é frágil
Ninguém anuncia possíveis respostas

Sub-existe no alheio, invisível a pulsar
E mesmo assim tem o seu próprio nome
Tem a atenção de alguém que está insone
Se torna inquietante, suspensa no ar.
Blogger Menina no Sotão

Você nem faz idéia o quanto eu gosto de chegar aqui e te encontrar em meio a suas palavras. Faz falta viu?
Adorei seu versar, coisa de pele mesmo. bacio
Saudades de ti menina

20 de janeiro de 2011 22:16  
Blogger Eduardo Trindade

O que vale são os olhos de quem vê e o coração de quem sente, afinal.
Belo poema!
Abraços!

31 de janeiro de 2011 17:47  

Postar um comentário

<< Home