9 de junho de 2009

Dúbio

É pó sem ser passado. Escorre pelos dedos e deixa o tato cheio de saudade. Não sei lidar com essas mãos vazias... Como saber? Alguém disse que é assim mesmo, uma hora ternura e outra tormenta. Quem tem o direito de dizer o que é tempestade e o que é copo d'água?



As idéias se aglomeram num canto de pó e abandono, mas resgatar sentimentos já não vale à pena... Suspensas no tempo, as coisas todas se misturam.

6 comentários:

A Menina da bolha. disse...

é tão bonito seu cantinho =)

*Gabi* disse...

Resgatar sentimentos não vale mesmo a pena...e se precisam ser resgatados e por que merecem ficar onde estão...
Belas palavras!

mayara disse...

o passado é uma pagina muito pesada que custou a ser virada então não vale a pena ficar tentando resgatar sentimentos que ficou pra trás...

saudades daqui!

Anônimo disse...

pois a mão que afaga é a mesma que apedreja, não?

- lua disse...

"Suspensas no tempo, as coisas todas se misturam."

e no fim a gente já não sabe mais distinguir umas de outras. (lembranças)

não é mesmo?

-

:)

- Lua.

M. disse...

menina.. passado-presente mexe demais comigo x;
me identifiquei plenamente *-*