21 de abril de 2008

Ponto

"Como um ponto não tem fim
Nem se parte na metade
Não se mede realmente
Não se vê com claridade
O amor dentro de mim
Vive solitariamente
E, embora, inconsciente
Seja final, na verdade
Dentro sente ser assim
Grande paralelamente
Se estendendo à eternidade"

7 comentários:

Ricardo Soares disse...

obrigado pela visita ao meu blog e espero que um dia vc consiga fazer jornalismo para ajudar a melhorar essa profissão ...bjs

Leonardo disse...

é um Atomo \o

Mas lindo o texto!
Gostei mesmo!

Thiago disse...

mas todo amor não é eterno? [ponto]

Fê Probst disse...

ponto final.

Mayara disse...

mais ponto e final ou reticências?!

Anitha disse...

Amor Retic�nciass, tendendo ao infinito...

Achei lindo, uma das coisas mais bonitas que li esses dias!

Lêhh! ;* disse...

descuidei um pouco la no blog , mas to voltando :) desculpa a demora pra responder o comentario ta ..
adorei seu post aqui e que bom que vce gostou do texto , pode pegar sim ..

bejaao ;*