※ Olhos


Essa afluência nos teus olhos me comove.. Me conta das tuas tormentas silenciosas, me fala dessa necessidade de mudar sempre. Ao mesmo tempo, porém.. quanto vazio se guarda dentro de olhos tão cinzentos! Teu pequeno infinito faz-me sentir impotente, tua fraqueza quase se perde e eu fico flutuando sozinha.. Meus olhos também afluem, minhas tormentas transbordam e escorrem. Ah, se teus olhos me vissem!